quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Não desperdice seu tempo!

  As pessoas só correm atrás quando, elas perdem tempo de mais com as coisas inúteis, e quando percebem, já é tarde de mais.

    Sei que não postei faz algumas boas semanas, mas eu estava realmente muito ocupada para poder me dedicar ao blog, mas isso realmente teve um lado positivo, muitas coisas aconteceram essa semana que me levaram a tirar algumas conclusões sobre a vida, não só a minha, mas a de todos nós. Pode parecer meio bobo o que me levou a pensar dessa maneira, mas irei contar do mesmo jeito.

   Durante duas semanas, eu estava sentindo dores muito fortes nas pernas, na região onde se localiza a coxa, as dores eram realmente insuportáveis e irritantes, mas eu não tinha feito nenhum esforço físico para ocasionar nenhuma lesão muscular. Foi ai, que falei para minha mãe que, ( Mães são realmente uns anjos na nossa vida) eu estava com essas certas dores, foi ai que ela jogou na minha cara uma pergunta: Querida, você fez os exames de sangue que o médico lhe passou? . . .  

   Foi ai que a fixa caiu, me lembrei de quando tive leucemia (Sim, eu tive câncer), sentia essas mesmas dores nas pernas. Fiquei muito preocupada, apesar de que não tinha certeza que estava realmente doente,  foi ai que desabei de vez, comecei a pensar se essa doença voltasse eu iria ficar trancada em um hospital novamente, e eu não queria que isso acontecesse, pois não fiz nada de muito importante na minha vida, não viajei, não voei de asa delta, não fui a África ajudar crianças com malária, não fui ao Japão ( Não descobri o que quero realmente fazer lá) e não fiz nenhum tipo de loucura que eu pudesse realmente me arrepender pro resto da minha vida. Não queria que as pessoas me olhassem no dia do meu velório e falassem: Coitadinha, tão jovem e nem aproveitou a vida.    Ou falassem também: Meu Deus! Tão jovem e nem descobriu como é amar de verdade, não descobriu os prazeres da vida. . . Mas ela foi uma boa menina.

   Não, realmente eu não quero que isso aconteça. Parei pra pensar, que tudo que faço agora é só estudar para passar em medicina, tentar ser uma boa medica e cuidar dos meus pacientes. Foi ai que percebi que, em um caso de um pequeno desespero e um pouco de reflexão que, eu só pensei em ser feliz por último. Tentar agradar á todos não é uma coisa fácil, na verdade é impossível fazer isso. Prefiro agradar e mim mesma, dar orgulho aos meus pais e irmãs, e realmente agradar a Deus, pois ser uma pessoa boa o tempo todo para tudo e para todos cansa, você esquece da sua vida, você esquece da sua saúde e só lembra de ser boa o tempo todo. Quem disse que eu preciso passar em medicina agora? Já que vou ter que estudar para o resto da minha vida, prefiro viajar por um tempo, relaxar, colocar a cabeça em ordem e encontrar alguém que me ame e realmente me mereça, que goste de mim pelo que sou e não pelo que tenho ou aparento ser. Quero ser médica, mas se eu não conseguir, tenho outras opções no meio hospitalar e irei ter tempo o suficiente para ser feliz agora, e para o resto da minha vida.

    Não me levem a mal, se eu  fui meia que dramática demais, mas eu não quero ser comum, quero ser alguém que faça a diferença no mundo e que seja reconhecida pelo meu trabalho e por quem eu sou.  Não é inútil ser uma pessoa que salva vidas, pelo contrário, é uma coisa realmente incrível que poucos querem fazer.

    Só quero dizer à vocês que, Deus nos deu a vida para vivermos e aproveitarmos ela a cada segundo que passa, a cada outono ou primavera que se recomeça, a cada dia que se termina, para podermos dizer, obrigada meu Deus por mais um dia de vida. E dizer isso, sem ser em vão.


  Cruella <3